Ubuntu Phone OS, o sistema operacional móvel da Cononical

ubuntu phone os
Publicado por Redação

E então, vamos encaixar o Ubuntu no seu telefone? Essa é a propaganda usada pela Canonical para o seu mais novo produto o Ubuntu Phone OS, um sistema operacional para dispositivos móveis que tem tudo, ou quase tudo, para se tornar um sistema popular.

Para as pessoas que já usavam a versão Desktop do sistema está aí uma oportunidade para experimentar no seu celular, o irmão pequeno do Ubuntu.

O Ubuntu é uma plataforma para todos os tipos de dispositivos. O objetivo da Canonical é usar o Ubuntu em smartfones, tablets, desktops e TVs, tudo isso conectado ao Ubuntu One, um serviço de armazenamento nas nuvens que permite que você compartilhar arquivos entre todos esses aparelhos.

ubuntu-phone-os

Visual do novo sistema móvel da Canonical

Ubuntu derivado do Android

O Ubuntu Phone OS é uma distribuição derivada do Android, assim com a versão para desktop é derivada do Debian. Entretanto, ele não carrega consigo a tal Máquina Virtual Java, ou Dalvik, como preferir. Isso eliminando a camada Java o que torna o sistema mais rápido sendo possível, inclusive, rodar o sistema em aparelhos mais modestos. Veja o vídeo a seguir uma breve apresentação do Ubuntu Phone OS.

Visando conquistar os fabricantes

Compatível com processadores ARM e x86, nos faz pensar que a Canonical pretende conquistar as empresas que já usam Android. Isso, é claro, nas suas configurações mínimas, assim como é possível usar a versão para desktop do sistema a partir de um live CD, seria possível fazer algumas modificações em aparelhos para que rodem o Ubuntu Phone OS.

Aparelhos rodando o Ubuntu Phone OS

O fundador da empresa, Mark Shuttleworth, afirma que já estará disponível aparelhos próprios com o sistema já em 2014, mas aparelhos potentes como Nexus estão sendo modificados para rodar o novo sistema.

Com relação as aplicações no Ubuntu Phone OS será possível rodar aplicativos desenvolvidos em HTML5, assim como acontece no Firefox OS, isso permite que um batalhão de programadores possam desenvolver para o novo, velho padrão. É possível, inclusive, criar aplicativos para que eles sejam compatíveis tanto no Ubuntu Phone OS quando na versão para Desktop do sistema.