Tecnologia

Sinais que mostram que o comando de voz irá aposentar o teclado

ok google google now

O Google anunciou recentemente o Android Wear, novo sistema operacional para vestíveis que tem uma interface parecida e Integrada ao Google Now. A grande sacada do Google em fazer isso é que aparelhos vestíveis, por mais que os retrógrados desejem, não terão teclados. Um vestível, como o próprio nome sugere, deve ter uma funcionalidade um pouco mais específica, desempenhar certa função, mas que não seja limitado. Um relógio, por exemplo, o Galaxy Gear já permite que o usuário digite um texto através do aplicativo Flesky. Sabe o que eu acho disso? Uma tremenda de uma viseira nos olhos. Um relógio tem uma tela muito pequena, e se já é difícil usar o teclado virtual de um smartphone, imagine em um smartwatch.

[youtube width=”570″ height=”321″ video_id=”bMy6lftOxkQ”]

Android Wear integrado ao Google Now

Como um dispositivo sem teclado pode ser útil ao usuário? A resposta está no Google Now, que caiu como uma luva no Android Wear. Ele funciona, basicamente, aprendendo os hábitos do usuário e criando cartões com informações úteis de acordo com esses hábitos. Ou seja, o Google Now prevê o que o usuário precisa. Além dos cartões, o Google Now pode também executar tarefas, como, por exemplo, ligar para um contato da agenda, abrir um aplicativo, ir para algum site ou até mesmo definir um alarme. Quando transferimos o Google Now para o Android Wear, temos uma gadget extremamente útil, já que é possível, sem apertar nenhum botão, saber o que precisamos saber.

[youtube width=”560″ height=”315″ video_id=”QrqZl2QIz0c”]

moto 360 é o primeiro smartwatch com Android Wear

O moto 360, que será o primeiro smartwatch a carregar o Android Wear, é o garoto propaganda do que a novo sistema é capaz de fazer. Claro, ele chama mais atenção pelo fato de ser redondo do que qualquer outra coisa, mas além disso ele é um dispositivo aparentemente fascinante. Primeiro que ele responde ao “Ok Google”, com isso já podemos descartar a necessidade do, acreditem, aposentado teclado, depois que o uso de gestos pode ser uma interessante forma de ver as horas de uma forma sutil e natural (isso é mesmo um relógio). O sistema de GPS integrado ao Google Now pode fornecer cartões de como está o tempo meteorológico, o tempo até o trabalho, atualizações e notícias importante, agenda, alarme, tudo isso com base nos hábitos e sim, sem usar o teclado.

O fim dos teclados

Esse pode ser o início da decadência do teclado, o touch screen já aposentou o mouse e o comando de voz dará cabo do pré-histórico teclado. Pode ser que eu esteja errado? Claro, mas se ele não for aposentado de vez, terá uma subvida bem menos popular no futuro.