Opera Subscription Mobile Store

O navegador Opera foi o primeiro a adotar o HTML5 e a usar sistema de abas. Existe uma versão do navegador disponível para quase todos os sistemas operacionais e praticamente metade das funcionalidades que vemos nos navegadores modernos foi desenvolvida em laboratórios da Opera Software. Antes do Google chegar com o Chrome e o mundo ser invadido por robôs verdes, eu já utilizava o Opera em alguns aparelhos da Nokia. E quando comprei um smartphone com Symbian, eu usava o Opera Mini para acessar o Ramalho Blog e o até o eBuddy. Apesar de, de fato, nunca ter pairado no hall do navegador mais usado no quesito Desktop, quando o assunto era celular, o Opera Mini, na maioria das vezes, era o único navegador decente disponível.

Opera subscription mobile store infobox

Entretanto, a Opera Software parece ter planos mais audaciosos e está desenvolvendo o Opera Subscription Mobile Store, uma espécie de loja de aplicativos em que o assinante paga semanalmente e consome a quantidade de aplicativos que desejar. Dependendo do consumo que a pessoa faz de aplicativos, é bem provável que, utilizando esse modelo de serviço, o cliente economize muito se comparado ao que gastaria se decidisse compra-los na Google Play ou na App Store. O mais interessante é que, apesar de a loja ser gerenciada pela Opera Software, o logo da loja, os aplicativos disponíveis e os seus respectivos preços ficariam a cargo das operadoras de telefonia interessadas.

Quando o Opera Subscription estará disponível

O serviço ainda está em planejamento, mas eu vejo com bons olhos a iniciativa. As empresas de Internet estão começando a desenvolver alternativas aos aplicativos freemium e formas de rentabilização que usam propagandas, não só em sites de internet, mas em aplicativos também. O que acham da iniciativa?