Lasers e sistema de refrigeração de jatos podem equipar computadores

Uma notícia que vai interessar as pessoas que gostam de overclock, é que pesquisadores da Universidade Tecnológica de Nanyang, no Singapura, desenvolveram um laser capaz de resfriar objetos até -269ºC. Apesar dessa notícia não ser aplicada apenas em overclocks, e sim trazer uma nova geração de produtos mais eficientes, como geladeiras, equipamentos de ressonância e ar-condicionado, é obvio que a tecnologia de processamento vai avançar algumas gerações derrubando a lei de Moore e quem sabe trazer vida a tão sonhada inteligência artificial que anda meio esquecida por causa da baixa expectativa com relação aos seus resultados.

Overclock em baixas temperaturas

É fato comprovado que quanto mais baixa a temperatura com que um processador trabalha, melhor desempenho ele tem. Por isso que técnicas de overclock avançadas usam nitrogênio líquido para substituir o velho cooler.

Com relação ao novo sistema óptico de resfriamento da universidade do Singapura, usa um sistema de dissipação de calor baseado em fótons. Usando uma frequência específica de luz é possível fazer com que os fótons carreguem o calor quando são refletidos pelo material que está sendo resfriado. Esse processo chamado de “luminescência anti-stokes” seria o responsável pelas baixas temperaturas alcançadas nas experiências.

laser resfria equipamento eletrônico

Sistema de refrigeração de jatos será usado em Ultrabooks

Além do já mencionado experimento na universidade do Singapura, engenheiros da GE estão tentando trazer sistema refrigeração usado em jatos para ultrabooks.

O sistema que na verdade não passa de duas películas que contraem e expandem é mais eficientes que o cooler convencional e consome metade da energia que as ventoinhas. Além da performance o novo sistema de resfriamento é silencioso e pode ficar sem manutenção por um tempo relativamente grande de tempo.

Sistema de resfriamento de Smartphones

A tecnologia de resfriamento também está evoluindo e espero que ela chegue em nossos aparelhos celulares. Atualmente nenhum smartphone, por mais potente que seja não, conta com o sistema de refrigeração. Brevemente nossos equipamento serão mais frios e consequentemente mais eficientes.

Veja mais: