Integrantes do MIT Bitcoin Club arrecadam US$ 500.000 em Bitcoin

bitcoin mit
Publicado por Alexandre

Dois estudantes do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) arrecadaram cerca de meio milhão de dólares em Bitcoin. A intenção é DOAR a todos os alunos de graduação da instituição o equivalente a US$ 100 em criptomoeda.

Não, esse não é mais um golpe publicitário do Bitcoin. Tudo isso faz parte de um projeto encabeçado por dois alunos do MIT, Jeremy Rubin, aluno do segundo ano de Engenharia Elétrica e Ciência da Computação e Dan Elitzer, fundador e presidente do MIT Bitcoin Club.

MIT Bitcoin Club

Jeremy Rubin e Dan Elitzer

A dupla afirmou que já garantiu US$ 500.000 que virão de 25 doadores. Metade da quantia vem de Alexander Morcos, cofundador do Hudson River Trading, uma empresa que desenvolve algoritmos de negociação automatizada, com sede em Nova Iorque. Com todos os pingos nos i’s vamos ao real objetivo por trás do projeto.

Projeto recebeu elogios de ex-economista chefe do FMI

Rubin disse que quando começar a distribuição, o campus do MIT pode ser o primeiro lugar do mundo onde o acesso ao bitcoin é feito de forma generalizada e isso é enriquecedor para a instituição, já que o MIT é conhecido pela inovação e vanguarda da tecnologia.

O projeto incentivará o empreendedorismo. Simons Johnson, ex-economista-chefe do FMI, disse que é a favor de incentivar a inovação em finanças. Segundo Johnson o projeto de Rubin e Elitzer é muito positivo.

Projeto para distribuir Bitcoins do MIT

Para ter mais informações sobre o projeto, você pode acessar a divulgação no site do MIT Bitcoin Clube, o The Tech e também a matéria no The Next Web, todas elas em inglês.