Círculo de fogo e a Interface cérebro-cérebro

O novo filme de Guillermo Del Toro que está previsto para ser lançado dia 12 de julho nos Estados Unidos (no Brasil a estreia será dia 9 de agosto) faz uma abordagem de ficção que já está começando a dar os seus frutos na ciência atual, a Interface cérebro-cérebro. Embora este não seja o primeiro filme a abordar este tipo de interface “fictícia”Círculo de Fogo mostra de forma mais realista o que pode ser feito com uma interface deste tipo.

O Círculo de Fogo

O Longa conta a história de uma batalha no futuro, onde os humanos lutam contra monstros gigantes que surgiram de forma misteriosa do Círculo de Fogo, uma região no norte Pacífico, que concentra uma grande quantidade de vulcões, cerca de 452, dos quais 75% estão ativos, e é abalada constantemente por terremotos. Para lutar contra esses monstros, conhecidos como Kaiju, os cientistas criaram robôs gigantes controlados por dois pilotos humanos, que mantêm seus cérebros unidos através de uma interface cérebro-cérebro, chamados de Jaegers.

Elenco do Círculo de Fogo

Estão no elenco do filme Idris Elba, Clifton Collins Jr, Ron Perlman, Robert Kazinsky, Max Martini e Charlie Day. O roteiro foi escrito por Travis Beacham, o mesmo que escreveu  Fúria de Titãs, e o próprio Del Toro. O diretor, como já sabem, é Guillermo Del Toro. O filme será uma homenagem aos antigos filmes de monstros gigantes japoneses, como Godzilla.

Interface cérebro-cérebro

Apesar de a ciência atual se limitar a fazer experiência com a Interface cérebro-cérebro em roedores. Já é possível fazer com que os cérebros dos ratos se conectem para solucionar certos problema de quebra-cabeça. Numa experiência feita polo neurocientista Miguel Nicolelis, foi possível fazer com que um rato, nos Estados Unidos, resolvesse um quebra cabeça com a ajuda de um outro rato, no Brasil, que foi treinado para resolver o mesmo problema.