Porquê o Bitcoin se transformou na moeda da subversão

Vivemos em um mundo cada vez mais informatizado e essa informatização é, em grande parte, a grande responsável pela perda da nossa privacidade. Talvez as redes sociais sejam o grande pivô da insensibilidade que desenvolvemos para o compartilhamento indiscriminado de nossos dados privados e somando isso a câmeras de vigilância, falhas de segurança em ambientes virtuais e quebra de sigilo bancário e telefônico em casos de suspeita de crime – as vezes nem isso –  nos tornamos reféns de nossos passos, nossas compras e de nossos hábitos online de uma forma geral.

george orwell big brother

Navegando anonimamente

Entretanto, essa mesma tecnologia que nos transforma em reféns pode ser usada para ocultar as nossas informações no mundo virtual. O Tor Browser é um exemplo disso. Através do encadeamento de Proxys espalhados pela Internet, podemos esconder das grandes corporações que tentam conhecer os nossos hábitos na tentativa de vender mais produtos, o que fazemos quando estamos conectados à rede.

Comprando anonimamente com Bitcoin

É nesse contexto que o Bitcoin emerge como o grande agente econômico a favor da privacidade. Não existe uma entidade controladora, muito pelo contrário, os cálculos da rede Bitcoin são realizados nos computadores dos próprios usuários da rede, que trocam o poder de processamento das suas máquinas por frações da moeda num processo chamado de mineração.

Bitcoin

WikiLeaks + Bitcoin 

Quando falamos em Bitcoin, estamos, pelo menos nos dias de hoje, falando de anarquismo, cultura Cyberpunk e subversão. O Bitcoin é usado, inclusive, para compra de drogas. As moedas do mundo real como o Euro e o Dólar também podem ser usados para esse fim, mas o Bitcoin tem um diferencial que é o fato de não ser localizável. Quem lembra do Wiki Leaks, aquele site que divulgou documentos secretos da diplomacia americana? O seu criador foi caçado como um terrorista, por mostrar às pessoas do mundo todo que os americanos não são tão bonzinhos quanto pensávamos. Depois de ter se tornado alvo do sistema financeiro e ter doações bloqueadas pelos bancos – doações essas que vinham do mundo todo e era a forma como o site se mantinha- Julian Assange passou a aceitar as doações em bitcoin, ou seja, o bitcoin se transformou numa moeda alternativa ao sistema financeiro vigente.