Porque você não deve atualizar aplicativos Android

Ontem, enquanto eu viajava com meu aparelho Android, tive um pequeno insight. Meu celular não é lá uma super máquina com 1 TB de memória interna e zilhões de GB de Micro SD. É até um celular simplesinho. Acontece que enquanto eu manuseava o dito cujo, fui notificado de que existiam 8 atualizações pendentes. Como eu sou muito responsável, acabei por atualizá-los e eis que um problema surge diante dos meus olhos. Lá pela quarta aplicação a ser atualizada, uma imagem muito feia se projetou na minha frente e veio acompanhada de uma mensagem ainda mais feia que dizia: memória cheia, apague alguns itens para liberar espaço.

Nova atualização. Corra e garanta já a sua!

Isso me deixou extremamente intrigado, porque atualizações são regularmente lançadas e às vezes são atualizações de máxima importância, que corrigem bugs de segurança, desempenho, usabilidade e aparência. Mas eu percebi também que, dependendo da aplicação, o tamanho de tais atualizações são extremamente grandes e com o passar do tempo vai ocupando um enorme espaço na memória interna.

Atualizar aplicativos Android?

Vamos supor a seguinte situação: você tem um celular com características semelhantes ao meu e você instala alguns aplicativos nele. A medida que o tempo vai passando, atualizações vão sendo lançadas e isso vai, aos poucos, acrescentando 200 KB, 3MB, 16 MB ao espaço da memória interna do celular. Chegará um ponto no tempo em que a memória vai ficar completamente cheia e será necessário desinstalar algum aplicativo para liberar memória para a aproxima atualização. Esse processo, matematicamente, vai continuar até sobrar apenas um único aplicativo atualizado. Isto, claro, até ser lançada uma atualização pra ele, porque daí então você vai ter um único aplicativo desatualizado.

Android atualização

Na maioria dos casos que eu instalei uma atualização, não percebi nenhuma mudança drástica no desempenho do sistema, talvez seja porque o meu celular é uma carroça velha. Mas se isso diz respeito ao meu aparelho, pode ser realidade para milhões de outros usuários que assim como eu, também usam carroças para realizar chamadas, instalar aplicativos, ouvir música e é claro, jogar.

Ah… E eu tenho uma leve desconfiança de que essas atualizações são lançadas propositalmente com uma finalidade maior: ocupar o espaço do seu celular e força-lo a comprar um aparelho novo e com bastante memória interna.

Atualizar aplicativos Android é um luxo e nem todos podem pagar. Por isso, se você não tem dinheiro para comprar um celular top de linha com muita memória interna e não quer ter um aparelho com apenas um aplicativo, não faça as atualizações.