Apple adquire Shazam: aplicativo popular de descoberta de música

Apple compra adquire Shazam
Publicado por Redação

Nessa segunda-feira (11) fontes próximas à Apple afirmaram que a companhia chegou a um acordo para aquisição da Shazam Entertainment, empresa responsável pelo desenvolvimento do aplicativo Shazam. O Shazam é um dos mais populares apps para dispositivos móveis de descoberta de música.

Basta apontar o celular para uma fonte de som que o aplicativo identifica o título da música. Os valores do acordo ainda não foram divulgados, mas segundo fontes do TechCrunch o valor da aquisição chegam à casa dos US$ 400 milhões, que a coloca como uma das maiores da história da companhia de Cupertino.

Disponível para Android e iOS desde 2008, o aplicativo já foi baixado por mais de 1 bilhão de pessoas. E a Shazam Entertainment viu um crescimento de capital 14% no ano passado, saltando para R$ 178 milhões.

Apple adquire Shazam

A Shazam Entertainment fornece o serviço de descoberta de músicas desde 1999, nem o Google existia. Na época, era possível descobrir o nome de uma música de uma forma bem criativa. Era necessário ligar para um número, ouvir a música e receber um SMS com o nome do cantor.

Shazam + Apple Music

A Apple é conhecida por ter reinventado a forma como consumimos música, depois do iPod o consumo de música de forma eletrônica se tornou popular. O grande próximo ciclo da Apple no mercado musical seria entrar no já oceano vermelho do Streaming de música, e a aquisição do Shazam lhe daria algumas vantagens em relação ao seu principal concorrente, o Spotify.

Shazam + Siri

O Sharam poderia ser utilizado também para tornar a Siri, assistente virtua da Apple, mais inteligente. Com cerca de 11 milhões de músicas em seu catálogo, o aplicativo possui uma tecnologia que cruza informações de frequência e amplitude de áudios. Em cerca de 10 segundos de áudio, o aplicativo retorna o nome de intérpretes de músicas e meta informações. Essa tecnologia poderia ser utilizada pela Siri para se tornar mais inteligente. Além de ser utilizada em contextos que vão além da descoberta de músicas.